Diretoria e Conselho de Administração

Conselho de Administração

O Conselho de Administração é um órgão de deliberação colegiada, responsável pela orientação geral dos negócios da Brasil Brokers, incluindo sua estratégia de longo prazo. É responsável, também, dentre outras atribuições, pela eleição dos diretores da Companhia e fiscalização da respectiva gestão.

Conforme previsto no Estatuto Social, o Conselho de Administração da Brasil Brokers é composto por, no mínimo, cinco e, no máximo, seis membros efetivos, além de um outro número de suplentes a ser determinado em Assembléia Geral, limitado ao número de conselheiros eleitos, vinculados ou não a conselheiros efetivos específicos, eleitos pela Assembléia Geral e destituíveis por ela a qualquer tempo. O mandato dos conselheiros será unificado e o seu prazo será de dois anos.

As reuniões do Conselho de Administração são instaladas com a presença da maioria dos seus membros e as deliberações são tomadas por maioria dos membros presentes, cabendo ao Presidente do Conselho de Administração, além do seu voto pessoal, voto de desempate. Essas reuniões acontecem sempre que convocadas pelo Presidente do Conselho de Administração ou pela maioria de seus membros, mediante comunicação por escrito com, no mínimo, três dias de antecedência, salvo casos de manifesta urgência, quando o prazo poderá ser reduzido.

Conforme no dia 31 de março de 2017, os Srs. Ney Prado Junior e Rodrigo Cury Sampaio de Miranda Pavan renunciaram aos cargos de presidente e membro efetivo do Conselho de Administração da Companhia, respectivamente. Naquela mesma data foi eleito como conselheiro efetivo o Sr. Felipe Gottlieb, que nos termos do estatuto social da Brasil Brokers, terá seu mandato encerrado na próxima Assembleia Geral Ordinária da Companhia ("AGO").

Dessa forma a administração da Companhia espera ter tempo hábil para indicar os candidatos para composição do Conselho de Administração em complemento de mandato, até a Assembleia Geral Ordinária que irá aprovar os resultados referentes ao exercício social que se findará em 31 de dezembro de 2017.

Membros do Conselho de Administração Cargo Data de eleição Término do mandato
Sidney Victor da Costa Breyer Presidente Interino 01/04/2017 AGO 2017

Nascido em 18 de novembro de 1969, O Sr. Breyer é graduado em Engenharia Mecânica Aeronáutica pelo Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), tendo realizado cursos de especialização no COPPEAD/UFRJ (Gestão de Negócios em TI), IBMEC (Gestão de Estratégia), Harvard Business School (OPM), Fundação Dom Cabral (Desenvolvimento de Líderes), London Business School (Proteus), Insead (AVIRA, IMD-OWP), Columbia Business School (Value Investing - Personal Leadership) e Oxford Said Business School (Strategic Leadership). Entre 1999 e 2001 atuou como Professor de Marketing Online da Fundação Getúlio Vargas - RJ. Foi fundador da Elefante Internet S.A., Aceleradora.Com, E-Consult, Ability Comunicação e Tecnologia Ltda. e Alog Data Centers do Brasil. Atua no Conselho de Administração da Mandic Clous Solutions (Presidente do Conselho), Gera Ventura Capital e EAC German School of Rio de Janeiro. O Sr. Breyer declarou, para todos os fins de direito que, nos últimos cinco anos, não esteve sujeito aos efeitos de qualquer condenação criminal, qualquer condenação ou aplicação de pena em processo administrativo perante a CVM e qualquer condenação transitada em julgado, na esfera judicial ou administrativa, que tivesse por efeito a suspensão ou inabilitação para a prática de qualquer atividade profissional ou comercial.

Guilherme Mexias Aché Conselheiro 08/06/2015 AGO 2016

De 1993 a 1998, Guilherme Aché foi o chefe da área de análise de empresas do Banco Pactual, onde começou em 1991 como analista de empresas. De 1998 a 2007, sendo um dos sócios-fundadores e diretor da JGP Gestão de Recursos, foi o portfolio manager responsável pelos investimentos em ações, tanto no Brasil como em outros mercados emergentes. Em 2007, Guilherme Aché fundou a Squadra Investimentos - Gestão de Recursos S.A., e desde então atua como CEO e co-CIO desta empresa. Desde 2013 Guilherme Aché atua como Conselheiro do Grupo Imaginarium. Em relação a companhias abertas, ele participa, tão somente, do conselho da Equatorial Energia S.A. O Sr. Aché declarou, para todos os fins de direito que, nos últimos cinco anos, não esteve sujeito aos efeitos de qualquer condenação criminal, qualquer condenação ou aplicação de pena em processo administrativo perante a CVM e qualquer condenação transitada em julgado, na esfera judicial ou administrativa, que tivesse por efeito a suspensão ou inabilitação para a prática de qualquer atividade profissional ou comercial.

Felipe Gottlieb Conselheiro 01/04/2017 AGO 2017

Economista formado pela PUC-Rio, detentor de MBA com distinção pela Wharton School, da Universidade da Pennsylvania, nos EUA. O Sr. Felipe Gottlieb atua como Principal do time de Private Equity do BTG Pactual e há 2 anos já vinha participando como convidado da maioria das reuniões do Conselho de Administração da Companhia.

Luis Henrique de Moura Gonçalves Conselheiro 28/04/2014 AGO 2016

Nascido em 06 de novembro de 1969, o Sr. Moura foi sócio responsável por investimentos em ações da 3G Capital em Nova Iorque de 2005 a 2011. Foi gestor de portfólio de ações internacionais e chefe da área de análise da JGP S.A. de 1998 a 2004. De 1994 a 1998 foi analista de finanças corporativas e gestor de ações brasileiras no Banco Pactual. Começou sua carreira como trainee internacional e analista de finanças corporativas no Citibank NA de 1990 a 1994. Luis é formado em administração de empresas pela PUC-Rio, possui especialização em Finanças Corporativas pelo IBMEC e em Fusões e Aquisições pela Wharton School of Business. Atualmente é sócio e conselheiro da Imaginarium, além de membro do conselho da Gera Venture e Soma Educação O Sr. Moura declarou, para todos os fins de direito que, nos últimos cinco anos, não esteve sujeito aos efeitos de qualquer condenação criminal, qualquer condenação ou aplicação de pena em processo administrativo perante a CVM e qualquer condenação transitada em julgado, na esfera judicial ou administrativa, que tivesse por efeito a suspensão ou inabilitação para a prática de qualquer atividade profissional ou comercial.

Diretoria Executiva

De acordo com o Estatuto Social da Brasil Brokers, a Diretoria é composta por três diretores, acionistas ou não, residentes no País, sendo um Diretor Presidente e um Diretor Financeiro, de Controle e de Relações com Investidores e o Diretor de Operações, eleitos pelo Conselho de Administração, com mandatos de 2 anos, podendo ser reeleitos e a qualquer tempo destituídos pelo Conselho de Administração.

Conforme o Regulamento do Novo Mercado, todos os membros da Diretoria da Brasil Brokers devem celebrar o Termo de Anuência dos Administradores como condição para ingressar na Diretoria da Companhia. Por conta desse instrumento, os diretores assumem responsabilidade pessoal pela observância do Contrato de Participação no Novo Mercado, do Regulamento da Câmara de Arbitragem do Novo Mercado e do Regulamento do Novo Mercado.

Diretores Cargo Data de eleição Término do mandato
Claudio Hermolin Diretor Presidente 30/11/2016 AGO 2017

O Sr. Claudio Hermolin assumiu o cargo de CEO da Brasil Brokers Participações S.A. em 06 de dezembro de 2016. O Sr. Claudio Hermolin possui carreira executiva construída em empresas de grande porte dos segmentos de construção, incorporação e distribuição de energia, tais como a Calçada Incorporadora e Construtora, PDG Realty, Even, CEMAR e Agenco. O Sr. Claudio Hermolin é engenheiro civil pela PUC-RJ, com pós graduações e cursos de extensão na FGV e na PUCRJ. O Sr. Claudio Hermolin, Diretor Presidente, declarou, para todos os fins de direito que, nos últimos cinco anos, não esteve sujeito aos efeitos de qualquer condenação criminal, qualquer condenação ou aplicação de pena em processo administrativo perante a CVM e qualquer condenação transitada em julgado, na esfera judicial ou administrativa, que tivesse por efeito a suspensão ou inabilitação para a prática de qualquer atividade profissional ou comercial.

Andreas Yamagata Diretor Financeiro, Controle e de RI 30/11/2016 AGO 2017

O Sr. Andreas Yamagata assumiu o cargo de Diretor Financeiro, Controle e Relações com Investidores da Brasil Brokers Participações S.A. em 06 de dezembro de 2016. O Sr. Andreas Yamagata atua no mercado imobiliário há mais de 20 anos, com passagens por algumas das mais relevantes empresas do setor, como Gafisa e Cyrela, aonde atuou como Diretor Administrativo Financeiro, Diretor de Negócios e Diretor Regional do Centro Oeste. O Sr. Andreas Yamagata é engenheiro civil pela UFRJ, com pós graduações e cursos de extensão na FIA, Kellog e USC Sol Price. O Sr. Andreas Yamagata, de Diretor Financeiro, Controle e Relações com Investidores, declarou, para todos os fins de direito que, nos últimos cinco anos, não esteve sujeito aos efeitos de qualquer condenação criminal, qualquer condenação ou aplicação de pena em processo administrativo perante a CVM e qualquer condenação transitada em julgado, na esfera judicial ou administrativa, que tivesse por efeito a suspensão ou inabilitação para a prática de qualquer atividade profissional ou comercial.

Renato de Vicq Telles da Silva Lobo Diretor de Operações 19/08/2015 AGO 2016

O Sr Renato de Vicq Telles da Silva Lobo é administrador de empresas com larga experiência nos setores de varejo e finanças, tendo exercido os cargos de Diretor de Relações com Investidores e Diretor de Operações da Brasil Pharma. Anteriormente havia atuado nos bancos BTG Pactual, Itaú BBA e Icatú. O Sr. Renato Lobo assume o cargo anteriormente ocupado pelo Sr. Bruno Cardoso de Serpa Pinto, que permanecerá na Companhia atuando como responsável pela Regional Rio de Janeiro da Brasil Brokers. O Sr. Renato declarou, para todos os fins de direito que, nos últimos cinco anos, não esteve sujeito aos efeitos de qualquer condenação criminal, qualquer condenação ou aplicação de pena em processo administrativo perante a CVM e qualquer condenação transitada em julgado, na esfera judicial ou administrativa, que tivesse por efeito a suspensão ou inabilitação para a prática de qualquer atividade profissional ou comercial.

Conselho Fiscal

De acordo com a Lei das Sociedades por Ações, o conselho fiscal é um órgão societário independente da administração e dos auditores externos. O conselho fiscal pode funcionar tanto de forma permanente quanto de forma não permanente, caso em que atuará durante um exercício social específico quando instalado a pedido dos acionistas que representem, no mínimo, 2% das ações com direito a voto e cada período de seu funcionamento terminará na primeira assembléia geral ordinária após a sua instalação.

As principais responsabilidades do conselho fiscal consistem em fiscalizar as atividades da administração, rever as demonstrações financeiras da companhia e reportar suas conclusões aos acionistas. A Lei das Sociedades por Ações exige que os membros do conselho fiscal recebam remuneração de, no mínimo, 10% do valor médio pago anualmente aos diretores da companhia. A Lei das Sociedades por Ações também exige que o Conselho Fiscal seja composto por, no mínimo, três e, no máximo, cinco membros e seus respectivos suplentes.

O Estatuto Social da Brasil Brokers prevê um Conselho Fiscal de caráter não permanente, com instalação e atribuições conforme a Lei 6.404/76, o qual será composto por 3 (três) membros, acionistas ou não, eleitos pela Assembleia Geral em que for requerido o seu funcionamento. Atualmente a Brasil Brokers não tem Conselho Fiscal instalado.